RSS

ARARA AZUL GRANDE


O Ibama acaba de criar um comitê de especialistas para cuidar especificamente dos assuntos relacionados à conservação e ao manejo da arara-azul-grande (Anodorhynchus hyacintinus). Até hoje, esta arara (foto) dividia com outra do mesmo gênero - a arara-azul-de-lear (Anodorhynchus leari) - um único comitê. A espécie, também conhecida como arara-una, está ameaçada de extinção e deverá constar da nova lista vermelha do Ibama na categoria de vulnerável. Com um comitê exclusivo, a arara-azul-grande deverá receber mais atenção das instituições envolvidas no manejo e conservação da espécie.

Além do Ibama, que coordenará as ações do comitê, fazem parte do novo grupo a Sociedade de Zoológicos do Brasil (SZB) e a Sociedade Brasileira de Ornitologia (SBO). Entre os especialistas que discutirão as diretrizes para a arara-azul-grande, estão os biólogos Neiva Guedes ? coordenadora do Programa Arara-Azul, Yara de Melo Barros, do Ibama, Ricardo Bonfim Machado, da Conservation International e o ornitólogo Pedro Scherer Neto, do Museu Capão da Imbuia.

O comitê, de caráter consultivo, terá como uma das principais atribuições o estabelecimento de estratégias para estudo, manejo e conservação da arara-azul-grande com o objetivo de alcançar o estabelecimento de populações geneticamente viáveis da espécie. A meta é evitar que a arara atinja o mesmo grau de ameaça que já levou ao desaparecimento da natureza a ararinha-azul (Cyanopsitta spiixi) e reduziu a população de araras-azuis-de-lear (Anodorhynchus leari) a cerca de 400 indivíduos em estado selvagem.

A arara-azul grande se destaca pela sua beleza e por ser o maior dos psitacídeos (papagaios, periquitos, araras, maritacas, etc) existentes, chegando a medir um metro da ponta do bico à ponta da cauda, com peso de 1,3 kg.

PRIORIDADES

A arara-azul-grande se tornou símbolo do Pantretal matrogrossense, graças, sobretudo, ao trabalho desenvolvido nos últimos anos pela equipe da bióloga Neiva Guedes, do Projeto Arara-Azul, que conseguiu reverter a trajetória de ameaça de extinção em que a ave se encontrava. Além dessa região, a arara-azul-grande também pode pode ser localizada nos estados de Tocantins, Pará, Maranhão e região norte da Bahia.

Todavia, a única população sobre a qual se tem maior conhecimento e controle é a que habita o Pantretal. Nas demais regiões de ocorrência da ave, o levantamento sobre as populações, bem como as pesquisas seus hábitos e sua ecologia estão apenas no começo. Os projetos de conservação para as araras dessa espécie nas respectivas regiões deverão ser uma das discussões mais imediatas do comitê.

Além disso, é preciso saber exatamente quantas aves dessa espécie estão em poder dos criadouros científicos e conservacionistas, para que se estabeleça uma política de manejo dessas aves em cativeiro. Assim como ocorre para outras espécies ameaçadas, a população cativa representa um patrimônio importante para pesquisas genéticas, de comportamento e mesmo para programas de reintroduções na natureza.

Fonte: www.mma.gov.br

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Canário de Canto Clássico Harzer Roller


"Canário de Harzer Roller também conhecido como Canário Roller ou Canário de Canto Clássico, surgiu por volta de 1600 na Alemanha, próximo às montanhas de Harz, a principio se percebeu alguns canários que cantavam de maneira diferente, cantavam com o bico fechado e um som rolado. Devido à beleza do seu canto logo se espalhou por toda a Alemanha e recebeu o nome de Deutsch Edel Roller, (Canário Nobre Alemão de Canto Rolado) em seguida se espalhou por toda a Europa e recebeu o nome de Edel Roller (Nobre Rolador).

Não se sabe ao certo como surgiu o canto rolado, o que podemos contar, sem bases históricas, quase como lenda é que por volta de 1600 os mineiros da região de Harz, na aldeia de Andreasberg, criavam os canários como aves domésticas e começaram a levar essas aves para o trabalho dentro das minas, em pequenas gaiolas, no começo era somente para se alegrarem com o seu canto, mas logo perceberam que quando aumentava a quantidade de gases no interior das minas os canários se ouriçavam, embolavam, como naquela época não havia instrumentos para detectar a presença de gases, os canários eram muito úteis, pois assim que começavam a embolar os mineiros se retiravam, evitando serem asfixiados pelos gases. Eles funcionavam como um detector de gases. Neste regime de pouca luz e silêncio começaram a cantar mais baixo e grave, assim, por seleção surgiu uma nova raça, o canário de ´´Harzer Roller`´.

O canário Roller canta de bico fechado, modulando sua canção com tons graves e agudos, sempre de maneira suave e rolado. É característica peculiar a raça dos canários desenvolvida no Harz.

O canto do Canário Roller, é o mais requintado da espécie, apresenta nove variações sonoras chamadas de Tours (jeito), quanto mais grave o tom maior seu valor, as variações na suas execuções vocais são adquiridas por herança genética, e vem sendo aprimorado através de uma rigorosa selecção dirigida para o aperfeiçoamento do canto.

As tours superiores que compõem o canto do Canário Roller, pontuadas em até 27
pontos são:

Hohlrollen, (Rolado oco)- Consoante ´´r´´ dá o caráter rolante, vogais ´´u´´, ´´o´´ e ´´ü´´.

Knorren (baixo)- Consoante inicial ``r´´, ``k´´ e ´´g´´, consoante ´´rr´´ vogais ´´o´´ e ´´u´´.

Wasserrolen (jeito de água)- Consoante dupla ´´bl´´ ou ´´wl´´, vogais ´´a´´, ´´ü´´, ´´o´´ e ´´u´´

As tours medias que compõem o canto do Canário Roller, pontuadas em até 18 pontos são:

Schockeln (gargalhada)- Consoante ´´h´´, vogais ´´a´´, ´´ü´´, ´´o´´ e ´´u´´.

Glucken (galinha choca)- Consoante inicial ´´gl´´ e ´´kl´´, consoante ´´c´´, ´´k´´ e ´´ck´´, vogais ´´ü´´, ´´o´´ e ´´u´´.

Pfeifen (flauta)- Consoante ``d´´, vogais `` i´´, ´´ü´´, ´´o´´, ´´u´´ e ´´au´´.

Hohlklingeln (campainha oca)- Consoante ´´l´´ e ´´h´´, vogais ´´ü´´, ´´o´´ e ´´u´´.

As tours inferiores que compõem o canto do Canário Roller, pontuadas em até 9 pontos são:

Klinguel (campainha )- Consoante ´´l´´ e ´´h´´, vogais ´´i´´.

Klingelrolle (Rolado oco)- Consoante ´´r´´ dá o caráter rolante, vogais ´´i´´.

Em geral o canário intercala as tours básicas com uma ou duas de adorno, o estilo e a beleza do canto podem variar com o treino, assim os exemplares que participam de concurso devem ser treinados.

Os Rollers concorrem sempre em quartetos ou duetos, actualmente os concursos de canto clássico são divididos em quatro

grupos de acordo com sua cor.

Grupo I - Amarelos, Verdes e Pintados nestas cores.

Grupo II - Brancos, Azuis e Pintados nestas cores.

Grupo III - Com Topete de qualquer cor.

Grupo IV - Outras Cores (actualmente são apresentados na cor Opalino)

No Grupo I concorrem somente quartetos, já os demais grupos podem concorrer em duplas, uma vez que existem poucos exemplares. "

Fonte: canariculturatuga

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS